a tendência dos corpetes.

É tempo de começar a dizer adeus aos saldos e de dar as boas-vindas às novas coleções que, passo a passo, nos vão dando ideias do que usar nas próximas estações. Umas das novidades que chega agora às lojas de fast fashion são os espartilhos e/ou corpetes. Já os tínhamos visto nas mais diversas it girls, em inúmeros desfiles nas coleções passadas e em mil e uma páginas de editoriais mas agora estão à distância de uma montra da Zara ou de um clique no site da Mango. Lembram-nos a figura clássica de Maria Antonieta, a posterior Época Vitoriana e os tempos em que estes faziam desmaiar donzelas e eram acompanhados de grandes folhos e saias de diâmetro interminável. Mais tarde as pin-ups fizeram deles um símbolo sexual e a partir daí percorreram cabarés, dançaram ao som do burlesque e incorporaram conjuntos de lingerie que nada têm de inocentes. Se pensarmos em Emma Stone no filme Easy A vemos que nunca mais perderam essa carga erótica. Bem, acho que a perderam agora apesar de manterem o seu objectivo de afinar a cintura e de tornar a silhueta mais elegante. Os novos espartilhos usam-se por cima de t-shirts e camisas largas, usam-se como se fossem cintos em vestidos ou sobrepõem-se a casacos overzised cintando-os. O truque para lhes tirar essa vulgaridade e carácter sexual em excesso é escolher modelos simples de preferência em tons neutros e conjugá-los com peças opostas como gangas, malhas, sweaters e de corte mais largo de forma a balançar a cintura mais marcada. São uma peça arriscada mas que em certos conjuntos bem construídos pode resultar muito muito bem. Deixo-vos com alguns modelos que podem encontrar nas lojas mais comuns bem como alguns looks para se inspirarem:
Zara
Vão aderir ou nem por isso?

Share:

5 Comentários